O que é Tesouro Direto?

O que é Tesouro Nacional?

 

Hoje procuramos diversos meios de fazer nosso dinheiro render mais que a poupança e no final nunca encontramos um meio protegido e de baixo risco, hoje vamos falar sobre o que é o Tesouro Direto.

 

De fato o Tesouro Direto foi implementado em Janeiro de 2002 em parceria com a Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC). Foi criado para tornar mais fácil e mais popular o acesso dos títulos públicos para pessoas físicas, possibilitando a compra pela própria internet.

 

Hoje para quem não sabe o Tesouro Nacional é o caixa do Governo, digamos assim, é o órgão que controla todas a divida do país. Hoje o Governo lança essas dividas em forma de títulos do Tesouro Direto para que pessoas físicas e jurídicas possam compra-las, ai você se pergunta, eu estou emprestando dinheiro para o meu Governo? É exatamente isso, o governo ao tomar “Emprestado” esse dinheiro está determinando um prazo para o vencimento do mesmo e com uma remuneração que é sempre maior que a poupança.

 

Hoje a divida interna e externa é composta, na grande maioria por títulos mobiliários que são diferentes entra si, vamos falar sobre cada um deles. Hoje existem alguns tipos de títulos do Tesouro, entre eles existe a:

 

  • LTN (Letra do Tesouro Nacional):  É um título com rentabilidade definida no momento da compra, com o resgate do valor do título na data de vencimento.
  •  

  • LFT (Letra Financeiras do Tesouro): É um título com rentabilidade diária vinculada à taxa de juros básica da economia, no caso a taxa Selic. O resgate do principal e dos juros ocorre no vencimento do título.
  •  

  • NTN-B (Nota do Tesouro Nacional Serie B): É um título com a rentabilidade vinculada à variação do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), acrescida de juros definidos no momento da compra. O pagamento dos juros é semestral e o resgate do valor nominal atualizado ocorre na data de vencimento do título.
  • NTN-B Principal: É um título com a rentabilidade vinculada à variação do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), acrescida de juros definidos no momento da compra. Não há pagamento de cupom de juros semestral e o resgate do valor nominal atualizado ocorre na data de vencimento do título.
  •  

  • NTN-F(Nota do Tesouro Nacional): É um título com a rentabilidade definida, acrescida de juros definidos no momento da compra. O pagamento dos juros é semestral e o resgate do principal ocorre na data de vencimento do título.
  •  

A rentabilidade varia de acordo com o tipo de título e o preço de aquisição, podendo ser pré-fixada (LTN e NTN-F), indexada à taxa SELIC (LFT), indexada ao IGP-M (NTN-C) ou indexada ao IPCA (NTN-B). Vale lembrar que a rentabilidade passada dos títulos não é garantia de rentabilidade futura. Sobre os rendimentos dos títulos, incidirá o imposto de renda – pessoa física e nos investimentos de prazo inferior a 30 dias incidirá IOF.

 

Para que uma pessoa compre títulos do Governo é necessário que tenha CPF e esteja cadastrada em alguma instituição financeira que esteja habilitada a operar no mercado como bancos e corretoras de valores.
 
Todas as compras são feitas através do Home Broker, plataforma de negociação financeira, é é muito simples e rápido.
Tesouro direto na minha opinião é um excelente investimento para longo prazo, e o bacana é que você pode comprar no mínimo 20% de um titulo, ou seja, o custo não é alto.


Curso de Forex, Bolsa de Valores e Ações no Brasil
© 2015 Holy Invest - Club de Investidores
Todos os Direitos Reservados
E-mail:
contato@holyinvest.com